Tipos de manuscritos aceitos

 

  • Editorial: expressa a política e filosofia da OBJN e aponta para áreas emergentes que merecem reflexão pela comunidade científica. Os editoriais podem ser solicitados a pesquisadores a convite do Editor Chefe/Adjunto e devem abordar temáticas atuais.
  • Artigos originais: são estudos quantitativos (clínicos ou não), qualitativos ou mistos. Todas as modalidades de estudo terão, igualmente, espaço para publicação na OBJN. Quando se tratar de estudos quantitativos experimentais terão prioridade de publicação os ensaios clínicos randomizados, mas desenhos quase-experimentais também podem ser publicados. Os estudos observacionais podem ser do tipo caso-controle, longitudinal e transversal. São aceitos também estudos de acurácia, metodológicos, estudos de caso, série de casos e estudos qualitativos. Todos os manuscritos de pesquisa original devem incluir uma introdução com descrição clara e concisa da lacuna e objetivos, envolvendo relevância, justificativa, literatura atual, estrutura teórica ou orientação filosófica, tipologia (design, método ou desenho de estudo), os participantes, a coleta de dados e a análise de processos e procedimentos, proteções éticas, questões e abordagens de legitimidade e credibilidade, descobertas e implicações dessas descobertas.
  • Artigos de Revisão: Serão aceitos estudos de revisão, com alto rigor metodológico, nas modalidades de revisões sistemáticas e revisões de escopo (Scoping Review). Estes devem guiar-se pelo PRISMA (Revisões sistemáticas da literatura e meta-análises) ou PRISMA ScR (Scoping Review) e ter seus protocolos registrados no PROSPERO (https://www.crd.york.ac.uk/prospero/), OSF (https://osf.io/) ou equivalente, disponíveis em sites de acesso livre.
  • Pesquisa de Implementação e Inovação: são artigos longos que apresentam a descrição de estudos de implementação, pesquisas aplicadas à prática profissional e ou desenvolvimento de inovação tecnológica. Estas devem seguir o guia do Squire (https://www.equator-network.org/reportingguidelines/squire/) e conter, obrigatoriamente: background (estado da arte ou da técnica), problema (diagnóstico atual), solução proposta para o problema, diferencial da tecnologia, benefícios, resultados da tecnologia e  potencial de mercado.
  • Carta ao Editor: trata-se do envio de comentários, perguntas e/ou críticas sobre artigos publicados.

ATENÇÃO: Todos os estudos devem seguir as normas de formatação e escrita e as diretrizes disponíveis em: https://www.equator-network.org/.

Translate »
Skip to content