Caracterização do cuidador informal de idosos hospitalizados: um estudo transversal

Artigo, Original v21, Saúde do adulto e do idoso v21

Resumo

Objetivo: descrever o perfil sociodemográfico e clínico, os hábitos de vida e a sobrecarga do trabalho de cuidador familiar de idosos internados em um hospital universitário. Método: trata-se de um estudo transversal, quantitativo, realizado com 161 cuidadores/familiares de idosos durante a hospitalização em um hospital universitário. Foi aplicado aos participantes o Questionário de Avaliação de Sobrecarga do Cuidador Informal, sendo os dados analisados no programa STATA 12.0®. Resultados: caracterizou-se a predominância do sexo feminino, com média de idade de 63 anos, sedentários, com sobrepeso, com hipertensão arterial sistêmica como principal comorbidade e detectou-se sobrecarga grave (41,6%) e extremamente grave (29,9%) nos participantes da pesquisa. Observou-se que o instrumento utilizado apresentou boa consistência interna, onde os domínios Sobrecarga Emocional, Implicações na Vida Pessoal, Sobrecarga Financeira e Suporte Familiar apresentaram maior pontuação. Conclusão: a sobrecarga dos cuidadores informais dos idosos foi detectada como grave e extremamente grave, repercutindo diretamente na saúde mental, vida social e financeira.

Descritores: Cuidadores; Fardo do cuidador; Idoso; Hospitalização.

Este trabalho está licenciado sob licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Copyright © 2022 Online Brazilian Journal of Nursing

Translate »
Skip to content