Incidência de lesão por pressão em posição prona durante a pandemia de COVID-19: um estudo de coorte

ARTIGO ORIGINAL

Publicado em 30 de outubro de 2022

Incidência de lesão por pressão em posição prona durante a pandemia de COVID-19: um estudo de coorte

Autores

Flávia Cristina Zanchetta
Samantha Perissoto
Rafaela Batista dos Santos Pedrosa
Renata Cristina Gasparino
Vanessa Abreu da Silva
Ana Railka de Souza Oliveira Kumakura
Maria Helena Melo Lima

Objetivo: avaliar a incidência de lesão por pressão na posição prona e seus fatores de risco em pacientes admitidos em unidades de terapia intensiva diagnosticados com COVID-19. Método: trata-se de um estudo de coorte prospectiva (n=30) com duração de seis meses. Informações relacionadas a estado da prona, tempo de duração, presença ou ausência de lesão por pressão e características sociodemográficas e clínicas foram coletadas. Estatística descritiva e inferencial foi realizada para comparar os pacientes que desenvolveram e os que não desenvolveram lesão por pressão. Para análise dos dados, foi utilizada Regressão de Poisson com variância robusta. Resultados: o tempo médio na posição prona foi de 20,1 horas (DP=3,9). A incidência de lesão por pressão foi de 70%, sendo as localizações mais comuns: tórax esquerdo, abdômen, bochechas e testa. Ao comparar os grupos com e sem lesão por pressão, não houve diferença entre eles (p>0,05). Conclusão:  a incidência não foi associada a nenhuma variável sociodemográfica ou clínica dos pacientes.

Descritores: COVID-19; Posição prona; Lesão por pressão.

Como citar:

Zanchetta FC, Perissoto S, Pedrosa RBS, Gasparino RC, Silva VA, Kumakura ARSO, et al. Incidence of prone position pressure sores during the COVID-19 pandemic: a cohort study. Online Braz J Nurs. 2022;21 Suppl 2:e20226569. https://doi.org/10.17665/1676-4285.20226569

© Online Brazilian Journal of Nursing

Fatores socioeconômicos e risco cardiovascular associados ao declínio cognitivo em idosos com Alzheimer: estudo transversal

ARTIGO ORIGINAL

Publicado em 29 de outubro de 2022

Fatores socioeconômicos e risco cardiovascular associados ao declínio cognitivo em idosos com Alzheimer: estudo transversal

Autores

Bruno Bordin Pelazza  Gabriele Kachuba Bartle  Dannyele Cristina da Silva  Maicon Henrique Lentsck  Carlos Alexandre Molena Fernandes  Tatiane Baratieri  Luiz Almeida da Silva  Juliana Sartori Bonini 

Objetivo: verificar associação do declínio cognitivo e dos fatores socioeconômicos com o risco cardiovascular em idosos com Alzheimer. Método: estudo transversal, em que se incluíram 75 idosos com Alzheimer. Verificaram-se pressão de pulso, risco cardiovascular, Miniexame do Estado Mental, Miniavaliação Nutricional e exames bioquímicos. Resultados: 92% dos pacientes apresentaram declínio cognitivo, com média de três anos de escolaridade. Houve prevalência entre as mulheres (62,3%) e idosos com duas ou mais comorbidades (62,3%). Eram hipertensos (65,2%), estavam com a pressão de pulso elevada (85%), com sobrepeso (49%) e em risco nutricional (78%). Média diária de dois anti-hipertensivos, e a classe medicamentosa mais utilizada foi bloqueador do receptor da angiotensina. Conclusão: a população estudada apresentou risco cardiovascular aumentado. A consulta de enfermagem foi importante para o reconhecimento dos dados clínicos, como declínio cognitivo, risco cardiovascular, risco nutricional e análise bioquímica.

Descritores: Doença de Alzheimer; Avaliação em Enfermagem; Hipertensão.

Como citar:

Pelazza BB, Bartle GK, Silva DC, Lentsck MH, Fernandes CAM, Baratieri T, et al. Socioeconomic factors and cardiovascular risk associated with cognitive decline in older adults with Alzheimer’s disease: a cross-sectional study. Online Braz J Nurs. 2022;21:e20226567. https://doi.org/10.17665/1676-4285.20226567

© Online Brazilian Journal of Nursing

Aspectos epidemiológicos de pacientes críticos com Covid-19: estudo de coorte não concorrente

Aspectos epidemiológicos de pacientes críticos com Covid-19: estudo de coorte não concorrente

Resumo

Objetivo: analisar os aspectos epidemiológicos e os fatores associados à sobrevida de pacientes críticos com diagnóstico de Covid-19. Método: estudo de coorte não concorrente, com informações de 205 pacientes críticos com Covid-19. Resultados: a incidência e a letalidade de Covid-19 foram, respectivamente, 60,3% e 46,8%. O tempo médio de sobrevida dos pacientes foi de 21,8 dias e os fatores associados à menor sobrevida foram: pontuação elevada no Simplified Acute Physiology Score, menor tempo de ventilação mecânica, alteração do nível de consciência, utilização de cateter venoso central, presença de coagulopatias e necessidade de ressuscitação cardiopulmonar. Pacientes em oxigenoterapia por cateter nasal apresentaram maior sobrevida. Conclusão: observou-se elevada incidência e letalidade da doença entre os pacientes críticos, sendo a menor sobrevida relacionada a indicadores de maior gravidade do quadro clínico. Os resultados obtidos subsidiam enfermeiros no planejamento da assistência ao paciente, buscando minimizar o risco de óbito.

Descritores: COVID-19; Unidades de Terapia Intensiva; Enfermagem.

Este trabalho está licenciado sob licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Copyright © 2022 Online Brazilian Journal of Nursing

Recomendações para o preparo do paciente em pré-operatório de cirurgias cardíacas: revisão de escopo

Recomendações para o preparo do paciente em pré-operatório de cirurgias cardíacas: revisão de escopo

Resumo

Objetivo: Mapear a produção de conhecimento a respeito das recomendações para o preparo pré-operatório de qualquer tipo de cirurgia cardíaca, eletiva ou de urgência, de pacientes com idade superior a 18 anos em unidades de internação hospitalar. Método: Revisão de escopo realizada em dezembro de 2020, em 11 fontes de dados, seguindo as recomendações do Instituto Joanna Briggs, com análise de dados descritiva. Resultados: Foram selecionados e caracterizados 27 estudos, identificando-se como principais recomendações pré-operatórias de cirurgia cardíaca: a educação pré-operatória, medicações, escalas para estratificação de risco pós-operatório, treinamento muscular inspiratório e realização de exames. Conclusão: As recomendações apresentaram eficácia na estabilidade hemodinâmica, atenuação do medo e ansiedade do paciente quanto à cirurgia, de arritmias, internação hospitalar, taxa de mortalidade e complicações pós-operatórias.

Descritores: Procedimentos Cirúrgicos Cardiovasculares; Cuidados Pré-Operatórios; Assistência Perioperatória.

Este trabalho está licenciado sob licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Copyright © 2022 Online Brazilian Journal of Nursing

Instrumento ilustrado para avaliar o conhecimento de idosos sobre prevenção do HIV/Aids: estudo metodológico

Instrumento ilustrado para avaliar o conhecimento de idosos sobre prevenção do HIV/Aids: estudo metodológico

Resumo

Objetivo: Construir e validar o conteúdo de um instrumento ilustrado para avaliar o conhecimento de pessoas idosas sobre a prevenção do HIV/Aids. Método: Estudo metodológico realizado em três etapas: revisão da literatura, construção e validação de conteúdo. A validação foi realizada de acordo com o modelo de Pasquali. Resultados: Da construção chegou-se a um instrumento com duas partes: caracterização da pessoa idosa e avaliação do conhecimento sobre a prevenção do HIV/Aids com 12 questões de múltipla escolha (“verdadeiro”, “falso” e “não sei”) ilustradas com imagens de idosos em situações quotidianas. Da validação com 10 juízes-especialistas atingiu-se o Índice de Validade de Conteúdo de 0,90. Conclusão: O instrumento construído foi considerado adequado pelos juízes e se apresenta como um dispositivo educacional para avaliar o conhecimento da pessoa idosa e, a partir disso, suscita ganhos para as intervenções de educação em saúde relativas à prevenção do HIV/Aids.

Descritores: HIV; Estudo de Validação; Idoso; Enfermagem.

Este trabalho está licenciado sob licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Copyright © 2022 Online Brazilian Journal of Nursing

Uso de plasma convalescente no tratamento da COVID-19: protocolo de revisão sistemática

Uso de plasma convalescente no tratamento da COVID-19: protocolo de revisão sistemática

Resumo

Objetivo: analisar a efetividade terapêutica do plasma convalescente utilizado em pacientes com confirmação de diagnóstico de COVID-19. Método: revisão sistemática para avaliação tecnológica em saúde para responder à pergunta PICO: O plasma convalescente é efetivo na redução da carga viral de pacientes com diagnóstico SARS-CoV-2 (COVID-19) quando comparado ao não uso do plasma? Foi realizada uma busca sistemática nas bases de dados Pubmed/Medline, BVS, Embase, CINAHL, LILACS, Cochrane e Google Scholar. A triagem inicial dos títulos e resumos será avaliada de forma independente por dois revisores. Para avaliação do risco de viés de revisões sistemáticas será utilizado o AMSTAR-2; já para avaliação da qualidade da evidência será aplicado o GRADE.

Descritores: Plasma; COVID-19; SARS-CoV-2.

Este trabalho está licenciado sob licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Copyright © 2022 Online Brazilian Journal of Nursing

Translate »
Skip to content